segunda-feira, 30 de abril de 2012

NUNCA MAIS



E Pedro e João subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona.
E era trazido um homem que desde o ventre de sua mãe era coxo, o qual todos os dias punham à porta do templo, chamada Formosa, para pedir esmola aos que entravam.
O qual, vendo a Pedro e a João que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola.
E Pedro, com João, fitando os olhos nele, disse: Olha para nós.
E olhou para eles, esperando receber deles alguma coisa.
E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda.
E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e logo os seus pés e artelhos se firmaram.
E, saltando ele, pôs-se em pé, e andou, e entrou com eles no templo, andando, e saltando, e louvando a Deus. 
Atos 3:1-8

Naquela época as pessoas com defeitos físicos não podiam entrar no templo. O homem era coxo de nascença, ele não conhecia o que era poder andar com as próprias pernas. Ele era também, de certa forma, peso para sua família, que o carregavam todos os dias para a porta do templo a fim de esmolar e no final do dia iam buscá-lo. Na sua mendicância à porta do templo recebia uma moeda aqui outra acolá. Ele fazia parte do grupo de pedintes e mendigos que ficavam a porta do templo pedindo esmolas.

Quando ele se dirige a Pedro e João ele só queria uma moeda, ele não tinhas outras perspectivas, mas quando você pede para a pessoa certa, essa pessoa pode lhe dar bem mais do que você pediu. Quantas vezes não recebemos o que pedimos,  mas algo muito maior, algo que nem cogitávamos pedir.

Então Pedro pronunciou a palavra de poder 
EM NOME DO SENHOR JESUS CRISTO, O NAZARENO, 
levanta-te e anda.

Pedro deu sua mão ao coxo, ajudo-o a levantar-se. A mão que nos é estendida em nome do Senhor Jesus Cristo nos faz levantar de um pulo, sem pestanejar, sem vacilar. O coxo caminhou, pulando e louvando a Deus e pela primeira vez na vida entrou no templo. 

Naquele templo onde por tantos anos ele só ficou na porta, vendo debaixo, pois que ficava sentado a porta. Agora, de pé, andando, ele entrou junto com Pedro e João no templo, agora ele pertencia a um novo grupo de pessoas. 

NUNCA MAIS mendigar, NUNCA MAIS ser dependente, NUNCA MAIS a vergonha, a miséria, a sujeira de viver rente ao chão, NUNCA MAIS a tristeza, a exclusão. NUNCA MAIS!

Que o amor de Deus Pai, a graça do Senhor Jesus Cristo na unidade do Espírito Santo esteja sobre todos nós.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE - FORÇA E VISÃO

Voar como Águia Todos queremos ser livres, mas como podemos conseguir a tão sonhada liberdade neste mundo cheio de barreiras, dific...