domingo, 8 de julho de 2012

Filhos de Serpentes

João Batista fora enviado para preparar o caminho do Senhor Jesus Cristo. Ele anunciava a vinda do Messias Salvador e batizava as pessoas no Rio Jordão para arrependimento de seus pecados e dizia que após ele viria outro que os batizaria com fogo, ou seja com o Espírito Santo.


Em um desses dias estava João pregando quando surgiram muitos fariseus e saduceus, que eram as autoridades religiosas daquela época, então João olhando para eles diz:


Mateus 3.7
...Raça da víboras (em outra tradução: "Filhos de Serpentes") quem vos ensinou a fugir da ira futura?
8. Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento.


João assim falava destes homens porque eles é que deveriam estar ensinando o povo a respeito do Messias, Daquele que viria e, no entanto, eles estavam apenas preocupados consigo mesmos, com seu lugar de honra diante da sociedade política e eclesiástica. Eles tinham conhecimentos, eles tiveram a oportunidade de estudar, eram homens letrados, o que era muito raro naquela época, mas mesmo tendo todos os conhecimentos eles preferiam permanecer em sua zona de conforto.


Por isso João os chama de Filhos de Serpentes, versão que eu prefiro. Porque serpente é o diabo, e o diabo é o pai da mentira, como disse Jesus;  então eles, os fariseus e saduceus eram filhos do diabo, mentiam e enganavam o povo.


E João revela o que fará Jesus com esses filhos de serpentes? Não, embora a maioria dos pregadores dizem isto, não é isto que João fala. Lá em cima no capítulo 3.7 ele já falou o que está reservado para estes, "a ira futura". Ira de quem? De Deus Pai? Não. A ira do pai deles, Satanás. E só o verdadeiro arrependimento poderia livrá-los desse destino.


Jesus vinha destruir o joio, a mentira, o jugo pesado que eles colocavam no povo, Jesus vinha trazer a verdade que liberta da mentira, liberta das garras de Satanás. 


João 3.12
Em sua mão tem (Jesus) a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará.




A partir do batismo de Jesus por João Batista, um novo tempo começaria, tempo em que as verdades do reino de Deus seriam pregadas na terra, e as mentiras do diabo começariam a ser destruídas num fogo que não mais se apagaria, o fogo da verdade que liberta.


Que o Espírito de Deus abra nossos olhos, nosso coração e nosso entendimento para discernir a mentira da verdade, o falso do verdadeiro, o joio do trigo. Amém!










Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE - FORÇA E VISÃO

Voar como Águia Todos queremos ser livres, mas como podemos conseguir a tão sonhada liberdade neste mundo cheio de barreiras, dificu...