quarta-feira, 21 de novembro de 2012

O que acontece quando você fala o nome de Jesus

Seguindo a ordem de Jesus de pregar as boas novas do reino começando por Jerusalém, os apóstolos se reuniam para estudar as escrituras e saiam as ruas e na sinagoga pregavam a Jesus Cristo, o Messias que eles mataram, mas que Deus o ressuscitou. E cada vez mais eles ficavam conhecidos e grandes multidões vinham para serem curadas e libertadas. Quando isso começou a crescer descontroladamente o sumo sacerdote, os que estavam com ele e todos da seita dos saduceus prenderam os apóstolos. Mas um anjo veio e os soltou durante a noite. Depois disso, espantados os guardas foram buscá-los e os trouxeram perante o sinédrio e o sumo sacerdote assim lhes falou:


...expressamente vos ordenamos que não ensinásseis nesse nome,
contudo enchestes Jerusalém de vossa doutrina, e
quereis lançar sobre nós o sangue desse homem.
(lucas 5.28)

Interessante notar que os apóstolos enchiam Jerusalém da doutrina de Jesus, que ia completamente contra a doutrina dos sacerdotes da época. Eles encheram Jerusalém do nome de Jesus, contavam para todos sobre Jesus, falavam de tudo que Jesus fizera, dos milagres, ensinavam aquilo que tinham aprendido do Mestre, e as pregações vinham acompanhadas de sinais e milagres dentre o povo.

Que coisa maravilhosa, por quê não fazemos mais isso, porque não seguimos mais os passos dos apóstolos e enchemos nosso bairro, nossa vizinhança, nossa cidade do nome de Jesus?

Por quê não contamos, alguns nem para seus filhos, as histórias que Jesus contou, os milagres que Ele realizou, as ordens que Ele nos deu?

Dia desses à noite, após um culto de oração aqui em casa, estava no portão me despedindo dos irmãos em Cristo, e quando já estava entrando e trancando o portão parou em minha porta um carro muito bonito, com um senhor dirigindo, eu olhei achando que ele iria pedir alguma informação, mas ele olhou para mim e disse: não se incomode senhora, é que eu estou seguindo uma pessoa.

Pouco antes havia passado um rapaz e então eu perguntei: Seu filho? Ele respondeu: Sim. E com um olhar muito triste e voz desolada completou: Olha lá, ele está indo comprar craque. Naquele momento meu coração ficou tão apertado. Aquele homem com aquele carro tão bonito, provavelmente rico, bem apessoado e tão desesperançado, seguindo o filho. Eu me aproximei mais do carro e ele disse: Há poucos dias eu fui buscar ele numa favela, trouxe para casa e agora, lá está ele indo comprar crack. E eu só tive tempo de lhe dizer: Fale com Jesus sobre isso, conte pra Jesus o que está acontecendo. Ele então, me olhou desolado e disse: com licença. Pois precisava continuar com o carro para não perder o rapaz de vista. Antes dele sair eu ainda tive tempo de dizer: Antes dele ser seu filho ele é filho de Deus, fale com Jesus.

Isso já faz mais de uma semana e eu ainda guardo a imagem daquele pai tão abatido e triste e tenho orado por ele, pedi ao meu grupo de oração e campanha no monte para orar por ele e pelo filho dele. E eu sei que se ele lembrar de minhas palavras e colocar essa situação diante de Jesus, o Senhor entrará com recursos que ele desconhece para salvar o filho dele. E é isso que eu tenho pedido, que ele fale com Jesus.

É preciso encher nossa Jerusalém do nome de Jesus, porque é nesse nome que está todo poder no céu, na terra e debaixo da terra. Assim como esse homem, há mulheres, jovens, crianças tristes e desoladas, vivendo situações de lágrimas e dor. Missionário, evangelista, padre, papa, pastor é só título, qualquer um de nós podemos ter, mas para ser cristão não é preciso fazer faculdade, ser doutorado ou bacharelado em teologia, basta apenas... falar de Jesus.

Que a presença gloriosa do Senhor Jesus preencha cada canto desta cidade, deste estado, deste país, desta terra. Amém!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIBERDADE - FORÇA E VISÃO

Voar como Águia Todos queremos ser livres, mas como podemos conseguir a tão sonhada liberdade neste mundo cheio de barreiras, dificu...